NBA abre loja virtual, elege Brasil como 3º mercado e fala em jogo de pré-temporada no país.

Para atender a demanda de atenção no Brasil, a NBA apresentou nesta segunda-feira a sua loja virtual local, que disponibilizará boa parte da linha de produtos da liga no país. No evento de promoção em São Paulo, o representante da entidade destacou o país como seu “terceiro mercado no mundo” e admitiu a intenção da realização de uma partida de pré-temporada em solo brasileiro. Responsável das ações da NBA na América Latina, o executivo colombiano Phillipe Moggio afirmou que o Brasil é o segundo mercado fora do país a receber a loja virtual da liga, depois da China. O representante da entidade ainda manifesta que a combinação do bom momento da economia local com o interesse crescente do público brasileiro inspira outras ações.

“Teremos um escritório no Brasil ainda neste ano e devemos ter mais tipos de eventos, como jogos de pré-temporada. Este é um compromisso que temos com o Brasil”, afirmou Moggio no evento em São Paulo.

Em visita ao Brasil em março passado Moggio já havia manifestado a intenção de trazer a NBA ao país antes do início da temporada 2012-2013.

“Vemos o Brasil como terceiro mercado para a NBA [atrás de EUA e China], é muito importante, pelo crescimento do país, seu bom momento, além da Olimpíada. É uma oportunidade muito grande”, acrescentou o vice-presidente da NBA para a América Latina.

A loja da NBA no Brasil (LojaNBA.com) inaugura sua operação local com pouco mais de 200 artigos disponíveis. No entanto, a expectativa é em breve estender a lista oferecida para mais de mil produtos relacionados à liga de basquete dos Estados Unidos.

Segundo a Netshoes, empresa brasileira de comércio eletrônico que responderá pelas vendas no Brasil, os preços dos artigos têm parâmetros externos, sugeridos pela Adidas, fornecedora oficial de materiais esportivos da NBA [um modelo do campeão Miami Heat sai a partir de R$ 119,90].

“Antes eu tinha que vir dos Estados Unidos com uma cota de camisas, o pessoal pedia. Era difícil ver uma camisa minha aqui, mais no tempo de Phoenix Suns. Via mais torcedores nos Estados Unidos mesmo. Vamos ver se com a loja isso muda um pouco”, afirmou o armador Leandrinho, que defendeu o Indiana Pacers na última temporada da NBA.

“Agora fica mais fácil do torcedor brasileiro conseguir a nossa camisa, de ficar mais perto da gente”, declarou o pivô Anderson Varejão, do Cleveland Cavaliers, também presente ao evento.

 

Fonte: UOL Esporte

http://esporte.uol.com.br/basquete/ultimas-noticias/2012/07/02/nba-abre-loja-virtual-elege-brasil-como-3-mercado-e-fala-em-jogo-de-pre-temporada-no-pais.htm


Related posts

Leave a Comment