Sabesp inicia obras para a captação da reserva estratégica de água do Sistema Cantareira.

SabespA Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) iniciou no dia 17 de março as obras para a captação da reserva estratégica de água do Sistema Cantareira. Os trabalhos para aproveitamento do chamado “volume morto” ocorrem nas represas Atibainha, em Nazaré Paulista, e Jaguari/Jacareí, em Bragança Paulista.

Segundo a Sabesp, o período de duração das obras é de dois meses, com um investimento de R$ 80 milhões. O volume de água que estará à disposição para abastecimento público é de 200 bilhões de litros.

Esse recurso será utilizado apenas se necessário e será suficiente para abastecer a população da Região Metropolitana de São Paulo por pelo menos quatro meses. Caso chova, essa água pode nem ser utilizada ou durar mais tempo.

 Para a captação, serão construídos dois canais, que somam 3,5 quilômetros de extensão. Serão também instaladas 17 bombas, cuja função é retirar o volume do fundo das represas e encaminhá-lo aos túneis, seguindo o trajeto normal até a Estação de Tratamento de Água Guaraú, na zona norte de São Paulo. Lá, a água será tratada dentro dos rígidos padrões de qualidade seguidos pela Sabesp.

O  Sistema Cantareira é o maior reservatório de água de São Paulo e abastece quase 9 milhões de pessoas na região metropolitana. A situação é a pior desde que o sistema foi criado, na década de 1970.

Rios de São Paulo, Minas Gerais e do Rio de Janeiro fazem parte da bacia do Rio Paraíba do Sul, que é a principal fonte de captação de água para a região metropolitana do Rio de Janeiro e de algumas cidades paulistas da região.

SAIBA MAIS: http://site.sabesp.com.br

Artigo enviado pela Colunista: Rosi Cheque


Related posts

One Thought to “Sabesp inicia obras para a captação da reserva estratégica de água do Sistema Cantareira.”

  1. […] Sabesp inicia obras para a captação da reserva estratégica de água do Sistema Cantareira. […]

Leave a Comment