Sema Osasco assume coordenação da Câmara Técnica de Meio Ambiente do Cioeste.

SemaA Secretaria de Meio Ambiente de Osasco, através de seu titular Carlos Marx Alves, foi  escolhida para coordenar a Câmara Técnica de Meio Ambiente do Cioeste –  Consórcio Intermunicipal da Região Oeste Metropolitana de São Paulo –,  durante reunião com  secretários de Meio Ambiente dos municípios, realizada na tarde de terça-feira (3/2) na Coordenadoria de Serviços Urbanos da Prefeitura de Barueri.  No encontro também foram abordados os projetos Fehidro e Biodiesel.

Outro assunto abordado foi a criação de um Comitê da Água no âmbito do Cioeste, para discutir e propor soluções para a crise da água na região, tais como a implantação de políticas para evitar o desperdício de água; estudo para a criação de legislação de combate ao desperdício; e questões de abastecimento feito pela Sabesp.

Segundo Francisco Maciel, diretor do Cioeste, as propostas de criação de comitês para acompanhar a crise hídrica, de plano de contingência e de plano de comunicação foram indicadas por prefeitos em recente encontro com o governador Geraldo Alckmin.

Para Carlos Marx, secretário de Meio Ambiente de Osasco, reduzir o consumo de água potável é uma das medidas prioritárias para solucionar o problema da crise, além de investimentos na despoluição dos rios e em tecnologia.

Uma das propostas aprovadas pelo Comitê da Água da Cioeste é promover, na região, um concurso sobre o uso consciente e as boas práticas voltadas ao consumo dos recursos hídricos envolvendo vários níveis escolares. Ainda, realização de mobilização, articulação e conscientização diante o cenário de crise da água.

Jaderson Spina, secretário de Planejamento e Meio Ambiente de Santana de Parnaíba, sugeriu realização de mapeamento para identificar o potencial hídrico de cada município. Somando-se ao investimento em educação visando à conservação de áreas de mananciais e evitar suas ocupações.

Olympia de Navasques, assessora da Secretaria de Meio Ambiente de Carapicuíba, falou sobre o Plano Diretor de Saneamento Ambiental de Resíduos Sólidos em seu município.

O secretário do Meio Ambiente de Itapevi, Evangelista Limas, comentou sobre algumas  práticas realizadas na cidade, dentre elas a parceria entre a Prefeitura e a Eurofarma para utilização de água de reuso.

Planta de biodiesel

O Cioeste pretende buscar recursos para implementar um projeto regional voltado ao destino correto do óleo de fritura usado para a produção de biodiesel.  Segundo Luis Mansur, diretor do Cioeste, o consórcio já tem em mãos alternativas de modelos de plantas para produção de biodiesel para serem estudadas.

“A expectativa é que os prefeitos da região apoiem firmemente esta iniciativa. Temos, há oito anos, o projeto Biodiesel Osasco. Entendo que devemos estimular a constituição de cooperativas para captação de óleo e produção de biocombustível”, disse Carlos Marx.

“As cooperativas em Barueri não têm deslanchado conforme o esperado porque não há um entendimento claro do que é cooperativismo. Acredito ser preciso uma capacitação sobre educação cooperativista”, complementou Marcos Moura, técnico da Secretaria de Recursos Naturais e Meio Ambiente de Barueri.

Fehidro

Andamentos do projeto “Redução do consumo de água em escolas das cidades integrantes do CIOESTE”, apresentado ao Fundo Estadual de Recursos Hídricos (Fehidro,) foi outro item da pauta. Amanda França, técnica da Sema Osasco, relatou o que já foi realizado e esclareceu dívidas.

Dividido em três fases, o projeto objetiva a execução de ações concretas na diminuição do consumo de água em cerca de 30 escolas municipais da região, com base na metodologia utilizada no Programa de Uso Racional da Água (PURA), da Sabesp.

“A proposta já foi encaminhada para assinatura de Sergio Ribeiro, prefeito de Carapicuíba e presidente do CIOESTE. Nos próximos dias teremos uma reunião do grupo de trabalho e com os técnicos que irão acompanhar o projeto em seus municípios”, disse Amanda França.

O prefeito de Osasco, Jorge Lapas, vai presidir o Cioeste neste ano. A posse oficial acontecerá na próxima reunião, marcada para 26 de fevereiro, data que também marcará a inauguração da sede do consórcio, em Barueri. Dentre os desafios está a proposta de criação de programa regional de resíduos sólidos.

Artigo enviado pela Colunista: Rosi Cheque


Related posts

One Thought to “Sema Osasco assume coordenação da Câmara Técnica de Meio Ambiente do Cioeste.”

  1. […] Sema Osasco assume coordenação da Câmara Técnica de Meio Ambiente do Cioeste. […]

Leave a Comment