Técnico do Uruguai ignora fator casa na semifinal: “torcida não joga”.

UruguaiO técnico Oscar Tabárez, da seleção uruguaia, não teme a pressão da torcida mineira no duelo da semifinal contra o Brasil. Em entrevista coletiva, após a goleada por 8 a 0, o treinador disse não se preocupar com a presença de brasileiros nas arquibancadas.

“Não vamos sofrer nada. Em 2010, jogamos contra a equipe local, quando a eliminamos. Jogamos contra a África, que queria ganhar de nós. Eram 80 mil pessoas. Esse grupo sabe o que é jogar como visitante. Não faremos nada, nenhuma reunião especial. Sabemos que jogaremos com torcida contra, mas a torcida não joga. São 11 contra 11”, disse o técnico.

Tabárez ainda falou sobre a condição física que os atletas chegarão ao duelo. Com o descanso dos titulares contra o Taiti, o comandante uruguaio não acredita que as equipes chegarão muito diferente na semifinal.

“A ideia foi de interromper a enorme sequência de partidas que meus jogadores tiveram. O Brasil teve um dia a mais de recuperação. Quando tomamos a decisão, pensamos: ‘queremos ficar entre os quatro, mas para que? Ficar com uma equipe cansada?’ Então deu certo e agora estaremos nivelados, com boas condições para a partida de quarta-feira”, disse o treinador.

Em contrapartida, Diego Forlán, atacante do Inter, acredita que o Brasil sai na frente por ter o apoio dos torcedores, mas disse que gosta dessa situação.

“Uruguai tem três milhões de habitantes, Brasil tem quase 200 milhões. Nós somos sempre inferiores. Eu acho mais bonito jogar com torcida contra. Mais bonito jogar com torcida contra do que com torcida a favor”, finalizou.

Uruguai e Brasil farão a semifinal na quarta-feira. O duelo será no Mineirão, em Belo Horizonte. Quem vencer enfrentará o classificado de Itália e Espanha.

Fonte: UOL Copa do Mundo

http://copadomundo.uol.com.br/noticias/redacao/2013/06/23/tecnico-do-uruguai-ignora-fator-casa-na-semifinal-torcida-nao-joga.htm

 

Related posts

Leave a Comment